Meu primeiro post! =D

          Olá fulaninhas lindas, tudo em ordem? Neste post quero falar um pouco sobre a minha caminhada nos últimos anos em direção a um corpo mais bonito e uma mente equilibrada. 
Algumas de vocês já devem me conhecer, mas para quem não conhece vou resumir a história da minha luta contra a balança. 

Sempre me achei gorda, desde a adolescência, e de fato eu estava a cima do peso mesmo, quando eu tinha uns 12 anos descobri minha alergia (dermatite atopica) e por conta disso tomei muito antialérgico o que me deixou mega inchada, me lembro que nessa época comecei a sentir pela primeira vez vergonha de vestir certas roupas, sempre fui muito precoce, comecei a ler aos 5 anos e por isso era adiantada em minha turma, ou seja, enquanto minhas amigas tinham 15 anos eu ainda tinha 13 ( mas queria ter 15, saca?!) Foi nessa idade, 13 anos, que comecei os primeiros namoricos, paqueras e saidinhas para bailinhos e festas, e com isso comecei a me cobrar ainda mais em relação ao meu corpo. Entre idas e vindas de academia, assinatura de revistas com temas fitness, dietas loucas e muito efeito sanfona, cheguei aos 20 anos, aonde essa história começa a tomar um rumo.


 

 


Me casei em outubro de 2012 e estava com mais ou menos 56kg (sem nenhuma qualidade muscular), vale lembrar que eu não era sedentária, pratica uma atividade ou outra na academia, porém mais faltava do que ia. 

No dia primeiro de janeiro de 2013, eu havia recém chegado de viagem de quatro dias na praia e uma observação importante é que durante esses dias eu não usei bikíni,pois estava me odiando. Enfim cheguei e fui tomar um café da tarde na casa da minha tia, ao tentar vestir um shortinho, veio o susto: ele simplesmente não passou nas minhas coxas. 
Saindo da casa dela passei na farmácia, ha tempos não me pesava, e pasmem eu estava com 63.9kg, em menos de três meses de casamento eu engordei quase 8kg. Tenho 1.59 de altura.
Hoje vejo o quanto negligencie minha situação, naquele dia cheguei em casa e chorei, chorei tanto que meu esposo não sabia o que fazer para me acalmar. Eu tinha uma pequena reserva na poupança, e aí falei para ele que iria fazer uma lipo urgente, e ele me disse que nem pensar, que eu iria conseguir sem isso. 
Dois dias depois a academia abriu e eu com aquela tristeza no olhar de quem estava com a auto estima lá embaixo fui treinar, chegando lá a minha amiga olhou pra mim e perguntou o porquê estava calada e para baixo, expliquei tudo, e ao final ela me propôs que eu á contratasse como personal trainer, eu que na época achava que isso era coisa de rico, ri né, mas enfim, cheguei em casa fiz mil cálculos e decidi que valia pena me apertar um pouco financeiramente para me sentir melhor, fechei contrato para três meses e acabei ficando dois anos. Foi com ela que aprendi a amar musculação, mas isso é papo para um próximo post.

 
Consegui como treinadora colaborar com essa mudança, tanto fisíca como mentalmente, acredito muito em resultados desde que haja dedicação, força de vontade e mudança de hábitos."

 Daniela Bispo, treinadora na Academia Sculptor.


 

 


Esqueci de mencionar que cheguei a procurar um endocrinologista na esperança que ele me falasse que eu tinha algum problema hormonal, mas ele foi categórico ao dizer que iria pedir os exames por rotina mesmo, mas acreditava que meu problema estava no meu estilo de vida,me lembro de vir no ônibus refletindo sobre o que ele disse.
Enfim, os resultados foram vindo de acordo com a minha dedicação como podem ver nas fotos abaixo, em dois anos eliminei 14kg de gordura pura, ganhei 6kg mais ou menos de massa magra, diminui 10cm no abdome, dei forma para meu glúteo que era esparramado e ganhei umas perninhas mais bonitinhas rsrsrsrs, só não eliminei 100% meu braço de polenteira como podem perceber kkkkk!

Não foi uma mudança fácil, e manter os resultados é um desafio diário, amadureci muito nesses últimos anos, e pude perceber o que talvez teria sido decisivo aos 14 ou 15 anos, percebi que tudo o que eu quero mudar em mim, depende exclusivamente da minha vontade.
Por muito tempo eu inventei desculpas, para não treinar, para me afogar numa panela de brigadeiro, para não comer saladas...Hoje me sinto realizada por ter trocado minhas desculpas por atitudes que mudaram a forma como me olho no espelho.
Nos próximos posts com o tema Fitness, quero contar sobre as diversas dietas que fiz ao longo desses quase quatro anos, sobre minha relação hoje com a comida, sobre o medo que tive de desenvolver transtornos alimentares, sobre meus treinos, sobre o sonho da barriga tanquinho e sobre objetivos futuros. 

E aí, me contem aqui nos comentários, alguém já passou por isso também? Como fazem com a dieta? Acham que auto estima é fundamental? Acham diferença grande nas fotos ou não?

Me conteeeeeeeem minha gente, quero conhecer vocês. 

Mandem sugestões para os próximos posts no email. 

Um beijo cheio de carinho.

Thau.